Páginas

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Mr Catra DETONA o Politicamente Correto e Se Opõe Às Cotas Raciais!

ARNALDO JABOR comenta a vitória do ATRASO sobre a JUSTIÇA

Reação da Maria do Rosário ao escutar nome do Bolsonaro

Ideia legislativa para extinguir Lei Rouanet chega a 100.000 apoios. Parabéns, globais, vocês conseguiram! por mrk

 https://ceticismopolitico.com

Ideia legislativa para extinguir Lei Rouanet chega a 100.000 apoios. Parabéns, globais, vocês conseguiram!

por mrk
Ideia Legislativa no site do Senado Federal que tem por objetivo extinguir Lei Rouanet já atingiu a marca de 100 mil apoiadores em pouco mais de um mês. Isso é um recorde na história do site do Senado Federal. As informações são do ILISP.
Agora só falta que a iniciativa seja enviada à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado Federal como Sugestão Legislativa para ser debatida, analisada e possivelmente tramitar no Congresso Nacional.
Clique neste link para votar na ideia legislativa, se ainda não o fez.
A vontade das pessoas em votar na ideia legislativa aumentou consideravelmente depois da campanha de ódio promovida por uma elite de artistas milionários de extrema esquerda contra o povo que rejeitou a ideia de forçar crianças a tocar corpos de homens nus sob pretexto de que "é arte".
mrk | 18 de outubro de 2017 às 19:55 | Tags: bolivarianismoextrema esquerdamarxismopaula lavignesocialismo | Categorias: Notas | URL: http://wp.me/pUgsw-nXf

George Soros investe U$18 bi na esquerda pelo mundo e tem gente que ainda diz que isso é “filantropia” por mrk

 https://ceticismopolitico.com

George Soros investe U$18 bi na esquerda pelo mundo e tem gente que ainda diz que isso é “filantropia”

por mrk
O megapicareta George Soros, 87, disponibilizou US$ 18 bilhões (R$ 56,7 bilhões) de seu patrimônio para alimentar a Open Society Foundations, entidade esquerdista fundada por ele em 1984 e que tem operações de desestabilização cultural e econômica em mais de 120 países. As informações são da Folha.
A contribuição —feita por décadas, mas revelada só nesta terça (17) — foi uma das maiores de um doador privado a uma única organização na história e a torna a segunda maior dos EUA, atrás da Fundação Bill e Melinda Gates.
Por décadas, Soros fazia à Open Society Foundations doações anuais entre US$ 800 milhões e US$ 900 milhões.
A previsão é que o sujeito transfira mais US$ 2 bilhões (R$ 6,3 bilhões) aos cofres da organização nos próximos anos.
Como tudo é picaretagem mesmo, embora o dinheiro esteja à disposição da Open Society, não há disposição da fundação em aumentar suas operações e os recursos estão sob controle do Soros Fund Management, a empresa familiar do megainvestidor. Parece até piada, mas não é.
Os programas de Soros envolvem promoção da erotização infantil e campanhas de ódio contra a polícia. Em suma, tudo aquilo que pode levar à desestabilização.
No Brasil, Soros financia entidades de extrema esquerda como Mídia Ninja e Agência Pública, e deve financiar a campanha de Luciano Huck à presidência em 2018. Há quem diga que ele pode comprar até apoio de direitistas com essa grana. A ver.
Claro que a grana de Soros paga até gente cínica o suficiente para fingir, diante das câmeras, que tudo é "filantropia". Com essa grana, dá para pagar cursos de teatro, que podem ajudar no fingimento.
mrk | 18 de outubro de 2017 às 20:26 | Tags: extrema esquerdageorge sorosmarxismomídia ninjasocialismo | Categorias: Notas | URL: http://wp.me/pUgsw-nXh

O sítio que Marisa adquiriu antes de morrer acrescenta mais uma morte na trajetória do PT Jornal da Cidade Online

O sítio que Marisa adquiriu antes de morrer acrescenta mais uma morte na trajetória do PT


Sadao Higuchi era administrador do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e Diadema nos anos 1980.

Higuchi também era o responsável pelo encaminhamento de ‘recursos vindos do exterior’ a Paulo Okamotto (atual presidente do Instituto Lula e réu na Lava Jato) para financiar o sindicato e o Partido dos Trabalhadores, como denunciou o ex-petista Paulo de Tarso.

No dia 13 de junho de 1998, durante a campanha eleitoral presidencial, Higuchi morreu "afogado" numa represa. 

Lula fez questão de suspender todas as atividades eleitorais para participar das buscas.

Detalhe: Higuchi tinha uma ferida na cabeça supostamente provocada "pelo choque do barco onde estava quando caiu na água".

O fato do "barco" ser um bote inflável foi irrelevante para as investigações, que deram em nada.



Quase 20 anos depois, descobrimos que os 64% restantes do sítio da família Lula em São Bernardo do Campo (até então, a família tinha apenas 36% da área "no papel") foi "comprada" pela ultra-mega-investidora-do-lar Marisa Letícia no dia 22 de setembro, uma semana depois dela ser denunciada pelo MPF, por R$ 530 mil.

O sobrenome da família "proprietária" até então do sítio?

Higuchi.

(Texto de Marcelo Faria)
da Redação

O parágrafo da petição de Marisa que oculta toda a ‘malandragem’ dos advogados Jornal da Cidade Online

O parágrafo da petição de Marisa que oculta toda a ‘malandragem’ dos advogados (veja o documento)


O patrimônio de dona Marisa Letícia Lula da Silva arrolado nos autos de inventário que tramita na comarca de São Bernardo do Campo é absurdamente alto, milionário, incompatível com uma pessoa que nunca exerceu qualquer atividade remunerada, nunca ganhou na mega-sena e nunca herdou qualquer bem.

Pelo contrário, quando casou com Lula, em maio de 1974, dona Marisa era uma simples ‘doméstica’.

Para tanto, basta observar a certidão de casamento do casal, anexada juntamente com os documentos pessoais das partes, no processo que trata da herança da ex-primeira dama.

Veja abaixo:



Ao arrolar os bens que deverão ser inventariados, os advogados da família Lula da Silva apontaram que dona Marisa deixou para meação e partilha um patrimônio de quase 12 milhões de reais. Um absurdo!



Entretanto, na petição dos advogados, um detalhe quase passa desapercebido, mas é fundamental e deixa claro que o patrimônio de dona Marisa é muito maior do que o que foi apresentado.

No 2º parágrafo da página 56 do petitório apresentado por Cristiano Zanin e cia, é feita a seguinte observação: ‘Não foi possível obter até o presente momento os investimentos financeiros e contas correntes de titularidade do inventariante, o que se faz necessário para verificação dos saldos existentes na data de abertura da sucessão e para verificação do valor correto a inventariar’. veja abaixo:



Logo, a dedução óbvia é que futuramente, de acordo com a observação dos advogados, novos investimentos financeiros poderão efetivamente aparecer. 

Seguramente, o patrimônio a inventariar é maior do que o que foi apresentado. Resta saber quanto. Certamente não é pouco.
da Redação     Jornal da Cidade Online

Secretária de extrema esquerda dá piti após ministro do Trabalho lançar portaria tirando truque de vagueza de Dilma sobre “trabalho escravo” por mrk

 https://ceticismopolitico.com

Secretária de extrema esquerda dá piti após ministro do Trabalho lançar portaria tirando truque de vagueza de Dilma sobre “trabalho escravo”

por mrk
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, por meio da Portaria nº 1.129, publicada nesta segunda-feira (16) no Diário Oficial da União, eliminou um truque de vagueza que havia sido inserido por Dilma Rousseff na Instrução Normativa SIT nº 91/2011 sob pretexto de "combater trabalho escravo".
A instrução normativa de Dilma dizia, absurdamente: "A constatação administrativa de trabalho em condição análoga à de escravo realizada pelo Auditor Fiscal do Trabalho, bem como os atos administrativos dela decorrentes, independem do reconhecimento no âmbito criminal".
Veja os truques:
Ou seja, Dilma havia colocado que basta a existência de "jornada exaustiva" e "condições degradantes" para que o trabalho pudesse ser classificado como escravo. O objetivo do truque era tornar vaga a definição do que é escravidão e dar aos auditores fiscais do trabalho o poder de definirem quais os alvos de ataque. Em muitos casos, esses ataques eram feitos a adversários políticos extrema esquerda, principalmente os que possuem propriedade rural.
Para evitar este tipo de truque, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, definiu corretamente os itens que configuram trabalho escravo. Assim, é preciso que exista submissão do trabalhador a trabalhos forçados, ou restrição da locomoção do trabalhador (em razão de dívida contraída ou cerceamento de qualquer meio de transporte), ou vigilância ostensiva (para reter o empregado no local de trabalho) ou posse de documentos ou objetos pessoais do trabalhador para retê-lo no local de trabalho.
Ainda que "condições degradantes" e "jornada exaustiva" sejam um problema, certamente não configuram trabalho escravo. Por exemplo, quando tenho uma proposta comercial muito extensa, acordo 3 horas da manhã para elaborá-la. Isso acontece em períodos de sobrecarga (para posterior compensação). Para mim, isto não é um problema, desde que tudo esteja de acordo com os combinados. Mas mesmo que fosse um problema, não é trabalho escravo. Quem ainda quiser reclamar de "condições degradantes" e "jornada exaustiva" pode fazê-lo, mas esses itens, em isolado, não são trabalho escravo. E o ministro do Trabalho fez o correto ao emitir a portaria.
Saem perdendo os grupos de extrema esquerda, que vivem se valendo de subterfúgios para tentar aumentar o desemprego e, principalmente no campo, arranjar motivos para tomar propriedades de adversários políticos.
Uma prova de que a portaria do ministro do Trabalho incomodou a extrema esquerda é que a Secretária Nacional da Cidadania, Flavia Piovesan (inserida no governo Temer de forma errada na ilusão de que era possível existir conciliação com a ultra esquerda) deu piti.
Flávia, em entrevista ao UOL, lançou uma coleção de falsidades (que permitem até que Temer a processe, se quiser). Por exemplo, ela diz:
Sobre a minha avaliação, em primeiro lugar, a portaria viola frontalmente a Constituição, viola a legislação nacional, o artigo 149 do Código Penal, e os tratados de direitos humanos ratificados pelo Brasil, sobretudo os tratados da OIT (Organização Internacional do Trabalho).
Porém, ela não conseguiu demonstrar qual é a violação. Dizer apenas que "viola artigos" é fácil. Isso qualquer um faz. Mas fazer a exposição dos artigos é outra coisa, que ela não conseguiu fazer, ao contrário do que feito neste texto, logo no início, para demonstrar a vagueza intencional da instrução normativa de Dilma, que agora perde o poder de chantagem sobre adversários políticos.
Pela legislação penal brasileira, o trabalho escravo avilta a dignidade humana. E aí que é importante ter inclusive alusão à jornada exaustiva e condições degradantes. São componentes que a nossa legislação prevê, e a portaria vai na contramão e reduz drasticamente o alcance conceitual de trabalho escravo. Ou seja, o trabalho forçado só vai ser caracterizado se houver cerceamento da liberdade.
Aqui temos outra mentira de Flávia, pois na verdade o problema da instrução normativa de Dilma é que ela citava "jornada exaustiva" e "condições degradantes" como fatores que configuravam escravidão, mesmo que de forma isolada. E isso é muito grave, pois até me impediria de fazer horários alternativos para elaborar uma proposta comercial. Era absurdo, de fato.
Ela segue:
Não bastando isso, uma segunda preocupação é esvaziar a autonomia dos auditores fiscais, que têm agora que atuar acompanhado da polícia.
Mas qual o medo de atuar acompanhado da polícia? Se a investigação é sobre trabalho escravo, tem que estar junto com a polícia sim. Ficou muito estranha essa preocupação de ter que ir junto com a polícia. Aqui Flávia Piovesan afrontou o trabalho da polícia e ficou devendo uma explicação coerente de seus motivos. Seria bom gravar Flávia quando ela for questionada sobre esses motivos. É útil também avaliar a linguagem corporal dela durante a resposta. Estar preocupada com a necessidade de auditores estarem acompanhados da polícia é, de fato, um ponto preocupante.
Flávia cai em contradição de novo a seguir, quando é questionada sobre se o atual governo teria tolerância à escravidão:
Eu teria cautela porque já tive um debate de duas horas com o ministro do Trabalho, justamente porque eu defendi a publicação da lista suja, que no final foi judicializada. Então, o que eu digo é que é inaceitável e que nós temos que lutar pela revogação dessa portaria em caráter de urgência, porque realmente os danos são acentuados, as violações de direitos são gravíssimas.
Ué, se ela realmente acredita no que diz, por que tem cautela? É claro que ela sabe que trabalha com vagueza intencional e não um um argumento de fato. É piti histérico, pura e simplesmente.
Em tempo: a situação de trabalho escravo se configura na importação de médicos cubanos. O governo Temer também precisaria dar um jeito nisso, preferencialmente exigindo que os médicos tenham o direito de permanecer no Brasil, cortando unilateralmente os vínculos com o governo ditatorial cubano. Neste caso, o Brasil poderia inclusive pensar em intervenção militar em Cuba para retirar as famílias dos médicos, que o governo cubano mantém como reféns para forçar os médicos escravos a ficarem no Brasil. Curiosamente, Flávia Piovesan não deu um pio sobre o caso dos médicos escravos importados pelo PT junto ao governo cubano.
A extrema esquerda à qual pertence Flávia Piovesan nunca deu um pio em relação à escravidão dos médicos cubanos. Sem surpresa, é claro.
mrk | 18 de outubro de 2017 às 07:02 | Tags: bolivarianismoextrema esquerdaflavia piovesanmarxismosocialismo | Categorias: Notas | URL: http://wp.me/pUgsw-nWL

Lula ataca a Lava Jato (de novo)

O Antagonista
 
 
 
18 de Outubro de 2017


Lula ataca a Lava Jato (de novo)


Lula, entrevistado por uma rádio de Belo Horizonte, está atacando a Lava Jato mais uma vez...[ leia mais]


Maia ganha o BNDES


Rodrigo Maia andou conspirando contra Michel Temer.
Resultado... [ leia mais]


Pode engolir


Os brasileiros elegeram a ORCRIM e, agora, se preparam para reelegê-la.
Leia o comentário de Helio Gurovitz sobre o triunfo... [ leia mais]


ANÚNCIO

A SuperPrevidência está de volta. Ela está rentabilizando até agora +173,95% do CDI. Enquanto isso, os planos de previdência dos bancos penam para chegar a 90% do CDI...[ leia mais]
   

À espreita


A imagem de Aécio Neves na capa de O Globo é o melhor...[ leia mais]


Nem o STF pode impedir a candidatura de Lula


O mesmo advogado que fez um parecer defendendo Michel Temer e Dilma Rousseff no TSE, Luiz Fernando Casagrande Pereira... [ leia mais]


A Nova Era da ORCRIM


A Lava Jato morreu na semana passada, no STF.
O que ocorreu ontem, no Senado, foi apenas a missa... [ leia mais]


PPS COM HUCK


O PPS quer candidatar Luciano Huck para presidente.
Na segunda-feira, o ministro da Defesa, Raul Jungmann... [ leia mais]


ANÚNCIO

Pedro Cerize afirma, em carta exclusiva a seus leitores, que a quinta onda da Bolsa brasileira começou. Mas que ainda é possível pegar em cheio retornos de até...[ leia mais]

Depois de Aécio, Delcídio quer retomar mandato


Delcídio do Amaral se animou com a decisão que beneficiou Aécio Neves e já prepara recurso ao Supremo para recuperar seu... [ leia mais]


A serenidade das ruas


A serenidade de Aécio Neves também se reflete nas ruas... [ leia mais]


Caso Aécio: como votou cada senador


O Antagonista mostra como cada senador votou no caso Aécio Neves.
O voto "sim" era pelo afastamento do tucano e pelo... [ leia mais]