Páginas

terça-feira, 21 de novembro de 2017

O COAF DESCOBRIU! LULA APLICOU R$ 40 MILHÕES EM FUNDOS DE INVESTIMENTOS. “MOVIMENTAÇÃO DE RECURSOS INCOMPATÍVEL COM ATIVIDADE DO CLIENTE”

O COAF DESCOBRIU! LULA APLICOU R$ 40 MILHÕES EM FUNDOS DE INVESTIMENTOS. “MOVIMENTAÇÃO DE RECURSOS INCOMPATÍVEL COM ATIVIDADE DO CLIENTE”

Um documento detalhado produzido pelo Conselho de Controle das Atividades
Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda, revela dados assombrosos sobre a
movimentação financeira do ex-presidente Lula, logo que o petista deixou a
Presidência da República em 2011.
O petista é apontado como protagonista de centenas de eventos envolvendo crimes de
lavagem de dinheiro em operações que tinham por objetivo mascarar o repassa de
propinas de empresas beneficiadas por esquemas de corrupção durante seus dois
mandatos. A ‘colheita’ da propina pode ser feita de forma engenhosa, envolvendo o
uso de laranjas, empresas de fachada, aquisição e reformas de imóveis e outras
vantagens indevidas, como o fretamento de jatinhos e repasses de propinas para
familiares.
Juntas, todas estas vantagens indevidas podem somar mais de R$ 100 milhões,
excluindo ai os repasses em dinheiro para o Partido dos Trabalhadores. Segundo
documento do Coaf, a empresa de palestras Lils criada por Lula em 2011 aplicou um
total de R$ 35.177.093,99 em fundos de investimentos, via BB Gestão de Recursos –
Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.. Foram feitos ainda investimentos
de R$ 5 milhões na Brasilprev, perfazendo um total de R$ 40.177.093,99.
A movimentação foi considerada suspeita pelo órgão vinculado à Receita Federal, que
enquadrou o caso em “movimentação de recursos incompatível com o patrimônio, a
atividade econômica ou a ocupação profissional e a capacidade financeira do cliente”.
O documento integra o material dos autos da Zelotes e da Lava Jato.
Os técnicos do Coaf alertam sobre possível ocorrência de “operações cujos valores se
afiguram objetivamente incompatíveis com a ocupação profissional, os rendimentos
e/ou a situação patrimonial/financeira de qualquer das partes envolvidas”.
Em sua defesa, o ex-presidente Lula comentou o assunto durante o 14º Congresso do
PCdoB neste fim de semana em Brasília: “Às vezes fico chateado com todas essas
bobagens que falam a meu respeito, mas, como sou católico, acho que é uma
provação”.
Noticias Brasil Online

Moyashi Refogado (vegana)

Cantinho Vegetariano


Posted: 20 Nov 2017 02:40 PM PST
Moyashi Refogado (vegana)
Ingredientes

250 g de moyashi (broto de feijão)
1 fio de óleo vegetal para untar (usei o de girassol)
1 colher (chá) de óleo de gergelim torrado
1 pitada de sal marinho
1 colher (sobremesa) de shoyu (pode variar dependendo do tipo utilizado)

Preparo

Aqueça a frigideira e coloque um fio de óleo para untar. Em seguida, adicione o moyashi e, assim que começar a caramelizar no fundo, dê uma mexida e acrescente uma pitadinha de sal. Em seguida, acrescente o óleo de gergelim, dê uma mexida, deixando caramelizar mais um pouco no fundo (sem deixar o moyashi mole demais). Por fim, acrescente o shoyu e misture. Provar o sal e, se necessário, acrescente mais um pouco de shoyu.

Dicas

- Ao comprar o moyashi, verifique a data de validade e dê preferência ao pacote embalado mais recentemente. O moyashi perde água fácil, principalmente se submetido ao calor. Se tiver líquido acumulado no fundo do pacote, não está novo.
- Como é refogado, não costumo lavar. Mas para consumir cru (ou mesmo se quiser lavar de qualquer forma), passe o moyashi por água corrente e depois escorra em uma peneira.
- A quantidade de sal varia de um tipo de shoyu para outro. Por isso, não há como informar a medida exata. Outra questão importante: procure um shoyu de fermentação natural e sem a adição de açúcar, glutamato monossódico e/ou corante.

Moyashi Refogado (vegana)

Fonte: Receita, fotos e dicas do blog Tampopo Gourmet

RESUMO DIÁRIO DE IMPRENSA

ImprensaWorld Press Titles Network
RESUMO DIÁRIO DE IMPRENSATERÇA 21 NOVEMBRO 2017


    JORNAIS
    Folha De São Paulo
Folha De São Paulo
    O Globo
O Globo
    Extra
Extra
    Correio Braziliense
Correio Braziliense

    ESPORTE
Lance Rio De Janeiro
Lance Rio De Janeiro
Terça-Feira
Lance São Paulo
Lance São Paulo
Domingo

    OUTRAS
O Estado De São Paulo
O Estado De São Paulo
Terça-Feira
Zero Hora
Zero Hora
Terça-Feira
Diário Gaucho
Diário Gaucho
Terça-Feira
Meia Hora
Meia Hora
Terça-Feira
Agora São Paulo
Agora São Paulo
Terça-Feira
Estado De Minas
Estado De Minas
Terça-Feira
Correio
Correio
Terça-Feira
Jornal Do Commercio
Jornal Do Commercio
Terça-Feira

    TV E SOCIEDADE
Caras
Caras
Quarta-Feira
Contigo
Contigo
Sexta-Feira
Ana Maria
Ana Maria
Quarta-Feira
Malu
Malu
Quinta-Feira
Tititi
Tititi
Quinta-Feira
Tv Brasil
Tv Brasil
Quinta-Feira
Guia Da TV
Guia Da TV
Quarta-Feira
Minha Novela
Minha Novela
Quinta-Feira


Imprensa

Condenada à morte pelo Estado, Kelly foi estuprada antes de morrer por mrk

 https://ceticismopolitico.com

Condenada à morte pelo Estado, Kelly foi estuprada antes de morrer

por mrk
soO Ministério Público em Minas Gerais afirmou na tarde desta terça (21) que a radiologista Kelly Cristina Cadamuro, 22, foi vítima de estupro antes de ser assassinada ao ceder uma carona cobrada, combinada pelo WhatsApp. O crime aconteceu em Frutal, cidade do interior de Minas Gerais, no dia 1º de novembro deste ano. As informações são do UOL.
O caso é especialmente terrível, pois Kelly foi praticamente condenada à morte pelo Estado, uma vez que seu assassino, Jonathan Pereira do Prado, 33, estava preso e havia sido beneficiado por uma "saidinha". Se não fosse essa "saidinha" da prisão, Jonathan não teria condições de praticar o crime.
Jonathan é considerado responsável pelo assassinato e pelo estupro. Outros dois bandidos são acusados de receptarem o carro da radiologista e também estão presos. A Promotoria denunciou os três.
Em nota, o MP informou que, durante a viagem de carro, o suspeito pediu para que a vítima parasse o veículo. Depois disso, ele teria aplicado um golpe em Kelly, provocando sufocamento, até ela desmaiar. De acordo com a denúncia, Prado retirou a vítima ainda com vida do carro e a arrastado por alguns metros até um matagal, onde a estuprou.
Jonathan já foi denunciado por latrocínio (roubo seguido de morte), estupro, ocultação de cadáver e fraude processual, com os agravantes de ser reincidente e de ter cometido o crime por meio cruel, em estado de embriaguez e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.
Kelly viajava de sua cidade, São José do Rio Preto (SP), para Itapagipe (MG), onde visitaria seu namorado, um engenheiro de 28 anos. Kelly vivia com os pais e juntava dinheiro para se casar com o namorado, por isso tentava economizar nas viagens dando carona paga.
Segundo a Polícia Civil, que investigou o caso, Prado matou Kelly com socos e com estrangulamento. Procurado, o delegado Bruno Giovanini informou que o inquérito já foi finalizado e que a investigação vai seguir com o Ministério Público.
Que vergonha para aqueles que criaram a lei que permite a "saidinha" até mesmo para criminosos bárbaros como Jonathan.
mrk | 21 de Novembro de 2017 às 16:43 | Etiquetas: bandidomaniaKelly Cadamurolei da saidinhasocialismo | Categorias: Notas | URL: https://wp.me/pUgsw-p3q