Páginas

domingo, 30 de setembro de 2012

André Rieu - Dark Roses (Dunkelrote Rosen)

VEJAM COMO FUNCIONA A ORGANIZAÇÃO PETISTA NESSE GOVERNO.


32 parques eólicos estão parados à espera de transmissão de energia

Dados da Aneel mostram que 32 dos 71 parques eólicos leiloados em 2009 estão parados por causa da falta de linhas de transmissão

29 de setembro de 2012 | 16h 23

Renée Pereira, de O Estado de S. Paulo
SÃO PAULO - Quase metade das usinas licitadas no primeiro leilão de energia eólica do Brasil está pronta sem poder gerar um único megawatt (MW) de eletricidade. Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mostram que 32 dos 71 parques eólicos leiloados em 2009 estão parados por causa da falta de linhas de transmissão. "Houve um descasamento entre a entrega das usinas e do sistema de transmissão", afirmou o diretor da agência reguladora, Romeu Rufino.
A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), estatal do Grupo Eletrobrás, venceu o leilão das linhas de transmissão, mas não concluiu nenhum projeto - em alguns casos, nem iniciou as obras. Pelas regras do contrato, o sistema de transmissão teria de ser concluído na mesma data dos parques eólicos para permitir o início dos testes. Mas, na melhor das hipóteses, a conexão com as usinas apenas se dará em julho do ano que vem.
Consequentemente, as obras do sistema de transmissão dos parques licitados em 2010 também ficarão comprometidas. No mercado, algumas empresas foram informadas de que os cronogramas de empreendimentos marcados para setembro de 2013 foram estendidos para janeiro de 2015.
Rufino afirmou que a Aneel tem discutido constantemente com a estatal para tentar resolver o problema e diminuir os impactos para o consumidor.
Segundo ele, não está descartada a possibilidade de fazer uma instalação provisória enquanto a definitiva não é concluída. Apesar de não poderem produzir energia, as geradoras terão direito de receber a receita fixa prevista nos contratos de concessão. Pelos cálculos da Aneel, as 32 usinas têm receitas de R$ 370 milhões a receber.

O ESTADO DE SÃO PAULO.


VEM MAIS MENSALEIRO POR AÍ. QUANDO CHEGARÁ A VEZ DO LULA QUE É O VERDADEIRO CHEFE DO MENSALÃO.

STF autoriza abertura de nova fase nas investigações do mensalão

PUBLICIDADE
FLÁVIO FERREIRA
EM BRASÍLIA
O ministro Joaquim Barbosa, relator do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal, autorizou a abertura de um inquérito para investigar repasses feitos pelo esquema para pessoas ligadas ao ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, e a outros políticos petistas.
O novo inquérito, a ser instaurado na Justiça Federal em Belo Horizonte, também vai investigar repasses que beneficiaram pessoas ligadas aos deputados Benedita da Silva (PT-RJ) e Vicentinho (PT-SP), além de dezenas de outras pessoas e empresas que receberam dinheiro do mensalão.
Essas pessoas não são parte do processo que está em julgamento no Supremo desde o início de agosto, porque os repasses só foram descobertos pela Polícia Federal quando a ação principal já estava em andamento no STF.
A nova fase do caso foi inaugurada há pouco mais de um mês, após pedido da Procuradoria-Geral da República para que fossem aprofundadas as investigações sobre o destino do dinheiro distribuído pelo PT com a colaboração do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza.
O requerimento cita nominalmente Pimentel, Benedita e Vicentinho, dizendo que, como eles têm foro privilegiado, a investigação deverá voltar ao Supremo "caso surjam indícios concretos de que os valores arrecadados" destinavam-se aos três.
A PF só conseguiu concluir o trabalho de rastreamento de dinheiro distribuído por Marcos Valério em 2011, cinco anos após a Procuradoria apresentar a denúncia que deu origem ao processo que está em julgamento no STF.
Seguindo o caminho do dinheiro distribuído pelo empresário, a polícia chegou a Rodrigo Barroso Fernandes, em Belo Horizonte. Na época do repasse, em 2004, ele era coordenador financeiro do comitê da campanha de Fernando Pimentel à Prefeitura de Belo Horizonte, diz a PF.
O inquérito, conduzido pelo delegado federal Luís Flávio Zampronha, apontou que Fernandes recebeu R$ 247 mil da agência SMPB, de Marcos Valério, em agosto de 2004.
Em depoimento, ele disse que só daria declarações em juízo, de acordo com a PF. Num relatório sobre a investigação, Zampronha escreveu que Fernandes agiu assim para "encobrir o verdadeiro beneficiário" de recursos.
As investigações também apontaram repasses para Carlos Roberto de Macedo Chaves, que teria feito dois saques no valor de R$ 50 mil em agosto e setembro de 2003. Segundo afirmou à PF, ele foi o contador da campanha da deputada em 2002.
De acordo com a polícia, a origem desse dinheiro foi o fundo Visanet, controlado pelo Banco do Brasil e outras instituições financeiras. O fundo é apontado pela PF e pela Procuradoria-Geral da República como a principal fonte dos recursos que alimentaram o mensalão, e a maioria dos ministros do STF já concordou com essa tese.
Em relação a Vicentinho, o inquérito apontou que o produtor audiovisual Nélio José Batista Costa recebeu R$ 17 mil da empresa Estratégia Marketing, de Marcos Valério, em agosto de 2004, "devido aos serviços prestados durante a campanha eleitoral do candidato Vicentinho para a Prefeitura de São Bernardo do Campo".
O pedido de abertura do novo inquérito foi feito em fevereiro e acolhido pelo ministro Joaquim Barbosa em 24 de agosto. A Justiça Federal de Minas já recebeu ofício do Supremo, mas pediu à corte novas informações para definir em qual vara criminal a apuração ocorrerá.
Editoria de Arte/Editoria de Arte/Folhapress
OUTRO LADO
O ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, refutou, por meio da assessoria, o envolvimento de seu nome a fatos relacionados ao mensalão e disse que não se manifestaria sobre medidas posteriores ao caso "nos quais não está incluído".
Em nota, a assessoria informou que "o ministro Fernando Pimentel repudia com veemência qualquer tentativa de ilação que vincule seu nome aos assuntos que são objeto da ação penal 470 [do mensalão], do Supremo Tribunal Federal".
"O ministro não comentará procedimentos investigativos ulteriores nos quais não está incluído", acrescenta a nota.
O deputado federal Vicentinho disse que, quando foi candidato a prefeito de São Bernardo do Campo, procurou o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares.
Delúbio forneceu uma empresa para trabalhar na campanha que, afirma, só depois veio a saber que se tratava de uma firma de Marcos Valério.
Em relação a Nélio Costa, que segundo a PF recebeu dinheiro do valerioduto, Vicentinho disse que "pode ser que a pessoa tenha recebido da empresa [de Valério]". "Mas eu não fiz nenhum pagamento a ele e nem recebi. Não conheço esse Nélio."
Folha contatou a assessoria da deputada Benedita da Silva na sexta, mas a congressista não se manifestou até a conclusão desta edição.
A reportagem não localizou, na última sexta, os três supostos recebedores de dinheiro do valerioduto: Nélio Costa, Rodrigo Barroso Fernandes e Carlos Roberto de Macedo Chaves.

A FOLHA DE SÃO PAULO

sábado, 29 de setembro de 2012

JOSE SERRA, SEM DÚVIDA É O MELHOR CANDIDATO PARA SÃO PAULO.


Serra diz que desempenho de Haddad no Ministério da Educação foi 'medíocre'

PUBLICIDADE
FÁBIO LEITE
DE SÃO PAULO

O candidato à Prefeitura de São Paulo José Serra (PSDB) chamou de "medíocre" a gestão do adversário Fernando Haddad (PT) à frente do Ministério da Educação, neste sábado (29).
"Eles [PT] têm um ex-ministro da educação que foi medíocre, que fez com que o número de formados das universidades federais caísse no Brasil, e ainda conta vantagem", atacou.
Serra fez a crítica durante visita ao Museu do Futebol na tarde de hoje, no estádio do Pacaembu, zona oeste. O museu foi inaugurado por ele há 4 anos, quando era governador do Estado.
O tucano prometeu, caso eleito, construir mais três museus: do automóvel, em Interlagos, da canção brasileira, no Ibirapuera, e o do vestuário, ainda sem local definido.
ESTRESSE
No fim da coletiva, Serra foi questionado por um repórter do programa CQC, da TV Bandeirantes, se ele precisa tomar Viagra por conta do estresse da campanha.
"Posso te garantir que não preciso de nenhum comprimido", respondeu.
Serra ainda fará um comício na noite de hoje em Santo Amaro, zona sul.
FOLHA.

LULA JÁ ERA.


Aécio diz que Lula age como líder de facção

Senador acusa ex-presidente de 'manchar a própria biografia' quando defende os réus do mensalão

28 de setembro de 2012 | 13h 09
Vannildo Mendes - Enviado Especial - Agência Estado
O senador Aécio Neves (PSDB-MG) acusou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de agir "como líder de facção" e de manchar a própria biografia, quando defende os réus do mensalão e ataca a oposição "de forma extremamente agressiva" nos palanques eleitorais. "O que nós estamos percebendo é que o lulismo da forma que existia, quase messiânico, que apontava o dedo e tudo seguia na mesma direção, não existe mais", afirmou o senador, para quem os ataques do petista não têm surtido o efeito que ele desejava.
De olho na eleição de 2014, Aécio realiza um périplo por cidades nordestinas, como Maceió, onde candidatos tucanos disputam a Prefeitura. O objetivo tem mão dupla: de um lado, ele dá impulso nessas candidaturas na reta final e de outro, fortalece seus laços políticos com lideranças regionais para uma eventual candidatura presidencial. Na passagem por Alagoas, ele fez uma carreata pelas principais ruas de Maceió ao lado do candidato tucano Rui Palmeira, líder disparado nas pesquisas, e depois seguiu para Arapiraca, onde o candidato do partido, Rogério Teófilo, encontra dificuldades.
Em entrevista dada nesta sexta-feira num hotel na orla de Maceió, Aécio deu resposta às declarações ácidas de Lula contra os tucanos nos palanques eleitorais, principalmente em São Paulo. Segundo Aécio, o lulismo está enterrado e os ataques mostram desespero do ex-presidente. "Claro que ele (lulismo) sempre terá avaliações positivas em algumas regiões de sua influência, mas da forma como existia no passado, estamos percebendo que não existe mais", enfatizou.
Segundo o senador, ao agir com virulência, Lula "está na verdade abdicando da condição de ex-presidente de todos os brasileiros para ser um líder de facção. Não é bom para ele, nem para sua história", afirmou. Ele disse que a tática tem surtido efeito inverso, como no caso de Belo Horizonte, onde Lula fez ataques ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. "Parece que o incomoda ainda bastante a figura do ex-presidente (FHC), mas sua ida não alterou em nada as pesquisas eleitorais (em Minas)", relatou.
Afiado, Aécio disparou também na direção do candidato petista à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, que o chamou de despreparado para ser presidente da República e o aconselhou a ler mais - um livro por semana, ao menos. "Acho que ele passou ali um recado ao presidente Lula (que não tem curso superior e tem fama de ler pouco). Ele não me parece satisfeito com o apoio do ex-presidente", observou o tucano, lembrando que, apesar do "tsunami de recursos financeiros investidos", a campanha de Haddad não deslanchou.
Aécio disse que preferia ser lembrado por Haddad com mais gentileza. "Achei que ele fosse me cumprimentar, por ter levado Minas Gerais, com mais de 850 municípios, a ser, segundo o Ideb, o Estado que tem a melhor educação fundamental do Brasil", observou. "Se ele me perguntasse a receita, eu lhe diria: é humildade e competência, duas características que ele não demonstrou ter ao longo da sua vida pública. É uma oportunidade de ele perceber que, para avançar na vida pública, não basta apenas um padrinho político", alfinetou.

O ESTADO DE SÃO PAULO.

IPHONE x TRABALHO.

Rio e São Paulo estão entre as cidades mais caras do mundo; veja top 10
Segundo pesquisa, são necessárias 106 horas de trabalho para um paulistano comprar um Iphone. Já no Rio esse número sobe para 160 horas.
Apesar da queda em relação a 2011, Rio de Janeiro e São Paulo ainda estão no ranking das cidades mais caras do mundo. O levantamento feito pelo banco suíço UBS pesquisou 72 grandes cidades de todo o planeta.
Em 2011, São Paulo estava na 19ª posição e o Rio em 26º. Para este ano a capital paulista caiu para o 44º lugar e o Rio logo em seguida, para o 45º.
Oslo, capital da Noruega, se manteve em 1º lugar, seguida por Zurique (Suíça) e Tóquio (Japão). Jacarta (Indonésia), Manila (Filipinas) e Nairóbi (Quênia) são as mais baratas. Confira as dez cidades mais caras do mundo:
Cidades mais caras do mundo
PosiçãoCidadePaís
*UBS Prices and Earnings 2012
OsloNoruega
ZuriqueSuiça
TóquioJapão
GenebraSuiça
CopenhagenDinamarca
Nova YorkEstados Unidos
LuxemburgoLuxemburgo
EstocolmoSuécia
CaracasVenezuela
10ºLondresInglaterra
O estudo avaliou o preço de uma cesta de 122 bens e serviços, ajustados às flutuações cambiais. O ranking de custo de vida foi calculado pela divisão do preço dos bens pelo salário líquido por hora, ponderado em 15 setores. As grandes cidades mais baratas para se viver são Bucareste (Romênia), Nova Delhi (Índia) e Mumbai (China).
Índice Iphone
O levantamento da UBS também é composto pelo “Iphone Índex”, que mediu quanto tempo as pessoas de determinada cidade precisam trabalhar para comprar um Iphone 4S de 16GB. Em São Paulo são necessárias 106 horas de trabalho para comprar o aparelho da Apple. Já no Rio, um trabalhador precisa de, em média, 160 horas de trabalho para ter o mesmo produto, considerando um valor fixo do smartphone.
Em Zurique, onde o trabalhador mais ganha, são necessárias apenas 22 horas e em Manila, capital das Filipinas, 440 horas de trabalho para conseguir comprar um Iphone.
A pesquisa ainda avaliou o tanto de horas que as pessoas se dedicam ao trabalho e descobriu que o menor tempo de serviço é na Europa. Já os continentes que mais trabalham, segundo a pesquisa, são: Ásia, África, Oriente Médio e América do Sul. Nestes locais as pessoas trabalham mais de 2.000 horas por ano.

Fonte: InfoMoney
Autor: Heraldo José Marqueti Soares
Revisão e Edição: de responsabilidade da fonte
RS

LOCATÁRIOS LEIAM É IMPORTANTE.

Locatários poderão não pagar IPTU e seguro contra incêndio
Câmara analisa proposta que os libera do pagamento dessas taxas

A medida está prevista no Projeto de Lei 4185/12, do deputado Giovani Cherini (PDT-RS), que também estabelece outras garantias para quem alugar um imóvel.
Atualmente, conforme a Lei 8.245/91, o locador é responsável pelo pagamento de impostos, taxas e seguro de incêndio, salvo se o contrato de locação determinar o contrário. A proposta elimina essa possibilidade. “O IPTU é um imposto sobre a propriedade e não sobre o uso do imóvel. Da mesma forma, o prêmio do seguro contra incêndio constitui proteção para reembolso por eventual gasto com a reposição das condições de segurança e habitabilidade do imóvel anteriores ao sinistro”, justifica o deputado.
Garantia
O texto também estabelece que o locatário poderá escolher uma modalidade de garantia de cumprimento do contrato entre aquelas previstas na lei: caução, fiança, seguro de fiança locatícia ou cessão fiduciária de quotas de fundo de investimento. Hoje, essa escolha depende do locador, sem possibilidade de substituição pelo locatário.
Pela proposta, a troca de garantia só será impedida nos casos em que o locador provar “de forma cabal” que a substituição lhe trará prejuízo.
O projeto ainda impede que o locador exija do locatário dados de sua declaração de imposto de renda ou de qualquer outro documento coberto por sigilo legal. Essa proibição valerá mesmo nos casos de pedidos informais, não previstos em contrato.
Tramitação
A proposta, que tramita apensada ao PL 2503/92, será analisada pelas comissões de Desenvolvimento Urbano; de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de seguir para o Plenário.

Íntegra da proposta: PL-4185/2012

Fonte: Agência Câmara
Autor: Carolina Pompeu
Revisão e Edição: de responsabilidade da fonte
RS

ELEIÇÕES. COMENTÁRIO DO JABOR PARA A CBN.

Arnaldo Jabor
Arnaldo Jabor
Eleições dão a ilusão de que vem um tempo novo
Ouça o comentário de Arnaldo Jabor

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

LULA TAMBÉM TEM QUE SER CONDENADO PARA O BEM DA JUSTIÇA BRASILEIRA E SEU POVO.

Condenações do mensalão sinalizam melhor governança no Brasil, diz jornal

Atualizado em  28 de setembro, 2012 - 05:08 (Brasília) 08:08 GMT
Joaquim Barbosa
Joaquim Barbosa vai virar máscara de carnaval devido à sua popularidade
Uma reportagem do jornal britânicoFinancial Times nesta sexta-feira afirma que as primeiras condenações do julgamento do mensalão podem indicar que o Brasil está no rumo de uma "governança melhor", com combate mais eficiente à impunidade.
"Quando o julgamento começou no mês passado, havia preocupações de que ele se tornaria apenas mais um exemplo de como a elite brasileira rotineiramente consegue escapar de punições sérias por seus crimes", afirma o texto assinado pelo correspondente do jornal em São Paulo, Joe Leahy.
"Mas um número crescente de condenações está transformando [o julgamento] em um potencial marco – ou, ao menos, em um sinal – sobre o caminho tortuoso do Brasil rumo a uma governança melhor, com implicações políticas para o partido governista PT."
A reportagem intitulada "Carnaval acrescenta dramaticidade à julgamento de corrupção no Brasil" fala da popularidade que o Judiciário está ganhando no país com o julgamento do mensalão, com máscaras do relator do caso no STF, Joaquim Barbosa, sendo produzidas para o carnaval carioca.
"Graças ao julgamento, o Brasil tem a chance de reconquistar um pouco da sua confiança perdida em termos de sua governança."

Lula

O jornal analisa o impacto que o julgamento terá nas eleições municipais, daqui a menos de duas semanas. Para o Financial Times, o PT – e em especial o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é cabo eleitoral de diversos candidatos – poderá sofrer caso o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, seja condenado.
"O julgamento deve atingir seu clímax com o veredicto sobre Dirceu, que poderia sair pouco antes das eleições municipais em outubro. Se ele for condenado, Lula – que está voltando à política após um período em que combateu um câncer na garganta – poderia ser o principal perdedor."
O jornal afirma que, apesar do empenho de Lula nas candidaturas petistas em algumas cidades – como São Paulo e Recife –, alguns candidatos estão tendo dificuldades para lidar com o mensalão, quando o assunto é citado em debates. Isso seria um sinal de que Lula já não é tão influente entre os eleitores – um dos efeitos do julgamento do mensalão.
No entanto, o jornal ressalta que, para alguns analistas políticos, outros presidentes e ex-presidentes brasileiros – por mais populares que fossem – nunca conseguiam eleger os prefeitos de sua escolha.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

DOIS QUINTOS DOS INFERNOS.

UMA MENSAGEM DE RECORDAÇÃO HISTÓRICA,

O "QUINTO DOS INFERNOS":
Durante o Século 18, o Brasil-Colônia pagava um alto tributo para seu colonizador, Portugal.

 Esse tributo incidia sobre tudo o que fosse produzido em nosso País e correspondia a 20% (ou seja, 1/5) da produção. Essa taxação altíssima e absurda era chamada de "O Quinto".

 Esse imposto recaía principalmente sobre a nossa produção de ouro.

 O "Quinto" era tão odiado pelos brasileiros, que, quando se referiam a ele, diziam

 "O Quinto dos Infernos".

 E isso virou sinônimo de tudo que é ruim.


 A Coroa Portuguesa quis, em determinado momento, cobrar os "quintos atrasados" de uma única vez, no episódio conhecido como "Derrama".

 Isso revoltou a população, gerando o incidente chamado de "Inconfidência Mineira", que teve seu ponto culminante na prisão e julgamento de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário IBPT, a carga tributária brasileira ao final do ano de 2011 chegou a 38% ou praticamente 2/5 (dois quintos) de nossa produção.


 Ou seja, a carga tributária que nos aflige é praticamente o dobro daquela exigida por Portugal à época da Inconfidência Mineira, o que significa que pagamos hoje literalmente "dois quintos dos infernos" de impostos...

 Para quê?

 Para sustentar a corrupção? Os mensaleiros? O Senado com sua legião de "Diretores"? A festa das passagens, o bacanal (literalmente) com o dinheiro público, as comissões e jetons, a farra familiar nos 3 Poderes (Executivo/Legislativo e Judiciário)?!?


 Nosso dinheiro é confiscado no dobro do valor do "quinto dos infernos" para sustentar essa corja, que nos custa (já feitas as atualizações) o dobro do que custava toda a Corte Portuguesa!

 E pensar que Tiradentes foi enforcado porque se insurgiu contra a metade dos impostos que pagamos atualmente...!


 Não deixem de repassar... desta maneira contribuindo para relembrarem parte da História do Brasil...







     
 ______________________________________________________________________

A CONTA DA ENERGIA ELÉTRICA.

Embora positiva, redução de preço da energia ainda é considerada baixa pelo varejo gaúcho
FCDL-RS parabeniza iniciativa, mas ressalta que mesmo após ser posta em prática, Brasil ainda oferecerá a oitava energia mais cara do mundo
Embora a redução do preço da energia elétrica para os consumidores comerciais, residenciais e industriais, a partir de 2013, seja considerada uma boa notícia pelo varejo, a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS) entende que a conta poderia ser ainda menor para todos. Mesmo após a nova medida, o Brasil ainda disponibiliza o oitavo mais caro preço de eletricidade do mundo. 
 
- Os custos de produção e comercialização, dependendo da atividade, terão queda significativa. E isso, pela própria concorrência, resultará em menores preços ao consumidor. Sendo assim, não posso deixar de parabenizar a atitude do Governo Federal. Porém, mesmo após a redução do preço da energia, uma lâmpada ligada nos EUA custa menos da metade do que se estivesse no Brasil - aponta o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch. 
 
A desvantagem também se manifesta quando o comparativo é realizado entre concorrentes diretos do mercado internacional, como China e Índia, que não estão longe da relação de preço das usinas americanas. Entre países vizinhos, o custo energético verde e amarelo é 200% maior do que a Argentina e 215% superior ao do Paraguai, que retira a maioria de sua energia da hidrelétrica de Itaipu, localizada na fronteira que divide o território paraguaio e brasileiro. Os dados são oriundos de estudos realizados pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro. 
 
- Sabe-se que a maior parte da conta da luz inclui a amortização dos grandes investimentos feitos no setor elétrico entre os anos 60 e 80. A própria Itaipu e outras grandes geradoras já passaram desse tempo de maturação. Segundo a Fiesp, nesses casos, o custo médio de geração cai de R$ 83,56 MWh para R$ 20,68 MWh depois da amortização do investimento. Nada mais justo do que reverter tal maturidade da infra-estrutura em favor de quem pagou por ela mês a mês durante décadas: a população brasileira - conclui Koch.
 
A FCDL-RS considera que, apesar do avanço, o Brasil deve se apressar para aproveitar seus pontos favoráveis, a fim de alavancar o próprio desenvolvimento. Energia mais barata, consequentemente, significa menos custos para todos e importante acréscimo de competitividade para a economia brasileira. 
 
FCDL-RS
 
A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS), fundada em julho de 1972, é uma entidade sem funs lucrativos, que tem como principal objetivo o desenvolvimento do setor varejista gaúcho, amparando e defendendo os interesses dos seus associados, através de uma agenda estratégica focada em tornar o setor referência mundial até o ano de 2017.
 
Gestora Estadual do SPC, Serviço de Proteção ao Crédito, criado há 57 anos por lojistas, é hoje referência Estadual e Nacional em informação de crédito de consumidores inadimplentes, dados e indicadores de inadimplência e análise de risco nas vendas a prazo no varejo.

Fonte: Imprensa FCDL-RS
Autor: Marcelo Matusiak
Revisão e Edição: de responsabilidade da fonte
RS

DIVULGUEM ESSA CAMPANHA.

http://www.greenpeace-comunicacao.org.br/email/cyberativismo/ciber_25-09-2012e.html 

Ativistas impedem a ancoragem do navio Anna Akhmatova à plataforma da Gazprom para barrar o início da exploração de petróleo no Ártico (©Denis Sinyakov/Greenpeace)
 
Olá ,
Na véspera da Assembleia Geral da ONU, a tripulação do Arctic Sunrise usou as bandeiras dos 193 países-membros das Nações Unidas para construir um coração sobre o gelo no Ártico e pedir que os líderes mundiais tomem a decisão deproteger um dos mais frágeis ecossistemas do mundo.
A situação é urgente. O Ártico atingiu seu menor volume de gelo em toda a história e precisa ser protegido. Você pode nos ajudar nesta tarefa, juntando-se ao time daqueles que defendem a criação de um santuário global na região. Divulgue e compartilhe a petição. Cada elo que acrescentamos à corrente torna a iniciativa mais forte.
Divulgue a campanha
É pressionando as empresas que desejam explorar petróleo no Ártico que podemos protegê-lo, a Shell e a Gazprom, por exemplo, anunciaram na semana passada que não vão mais perfurar na região em 2012.
Juntos, podemos parar a destruição do meu lar e dos ursos polares e garantir o equilíbrio climático do planeta. Pode até ser engraçado ver o urso polar tomando um tombo, mas o degelo do Ártico é coisa séria.
Este ano completamos 20 anos no Brasil, graças a pessoas como você, que acreditam que um futuro mais verde e pacífico é possível.
Faça parte do Greenpeace, junte-se a nós.
 
Raposa do Ártico Raposa do Ártico
Símbolo da campanha polar do Greenpeace
Ajude o Greenpeace a proteger o planeta
Recebeu este e-mail de alguém?
» Encaminhe esse e-mail para um(a) amigo(a)
 Junte-se a nós

ARNALDO JABOR COMENTA SOBRE O MENSALÃO.



Arnaldo Jabor
Arnaldo Jabor
Há alguma coisa podre no julgamento do mensalão
Ouça o comentário de Arnaldo Jabor

PLANOS DE SAÚDE GRATUITO!

PLANOS DE SAÚDE GRATUITOS PARA APOSENTADOS


Acabou todo o sofrimento gente, o governo garantiu nossos direitos, vejam que maravilha.

O governo acaba de anunciar que todo cidadão brasileiro terá direito a
dois planos de saúde privados e GRATUITOS:
ASSIM AMIL.

E devem ser utilizados da seguinte forma:

ASSIM que você passar mal, vai AMIL para o SUS.

E DEUS TE PROTEJA !